Resumo de Os Maias por Ricardo Araújo Pereira

O Resumo de Os Maias, por Ricardo Araújo Pereira, é um texto humorístico do autor e recomendamos vivamente a sua leitura!

José Maria de Eça de Queiroz, nascido na Póvoa de Varzim em 25 de novembro de 1845, foi um dos mais importantes escritores portugueses da história.
Foi autor de romances de reconhecida importância, de Os Maias e O Crime do Padre Amaro, o primeiro é considerado por muitos o melhor romance realista português do século XIX.

resumo de os maiasImagem: wikimedia

Resumo de Os Maias

Era uma vez um gajo chamado Carlos, que vivia numa casa tão grande que levava p’raí umas vinte páginas a dizer como é que era. Quem gosta de imobiliário, tem aqui um petisco, porque aquilo tem assoalhadas grandes e boas e, pronto, mas p’ra mim não serve, que eu imóveis só com a fotografia, que às vezes um gajo é artista a escrever e depois uma pessoa vai a ver a casa e não tem nada a ver com o que imaginou.

Portanto, o gajo chama-se Carlos e o pai matou-se quando ele era pequeno, porque a mulher fugiu com um italiano e levou a filha que eles também tinham e… e ele matou-se, não faz sentido, porque o que não falta p’raí são gajas. Ora o puto fica com o avô e tal, vai crescendo e torna-se um gajo fino, bem vestido e que vai a boas festas.

Às tantas vê uma gaja e pensa: “Ui, que gaja tão boa!” e p’raí na página 400 começam a ir para a cama os dois e andam aí umas boas 200 páginas, pim, pim, troca e vira e agora nesta casa e agora naquela e pumba e… só que às tantas vem um gajo e diz: “-Eh pá, olha que a moça é tua irmã!” e o Carlos fica “eh pá, isso não pode ser, que nojo!” de maneiras que dá-lhe só mais duas ou três trolitadas e vai dar uma volta ao mundo, para espairecer, e acaba tudo em bem porque, ao menos, não tiveram filhos.

Porque se tivessem eram, de certeza, meio tantans, babavam-se, como o meu primo Zé Luís, que os pais também eram parentes.

Moral da história:

  • Tu nunca sabes o que é que os teus pais andaram a fazer, porque eles, em princípio, nasceram primeiro do que tu, de maneiras que, quando conheces uma gaja o melhor é dizer: “Oh menina, o seu passaporte se faz favor, nunca fiando, que eu gosto de fazer tudo certinho!”
  • Outra coisa que o Eça de Queirós ensina é que às vezes mais vale um gajo ser cão, porque eu tive um cão, que era o Patusco e o gajo não respeitava nada, nem ninguém, era irmãs, era a mãe, era tudo a eito e não era nada com ele.

 

Se gostaste deste nao vais poder perder:

Resumo de Os Lusíadas por Ricardo Araújo Pereira

 

Para mais diversão, segue os links:

1 Resultado

  1. 12 de Julho de 2018

    […] Resumo de Os Maias por Ricardo Araújo Pereira […]

Deixa o teu comentário, não precisa de registo

error: