Caminho para a escola mais assustador do mundo

Crianças de uma aldeia chinesa têm de descer uma rocha com 800 metros, à beira do abismo, para chegarem à escola

Quinze crianças de Atuler, uma aldeia na província de Sichuan, na China, demoram duas horas a chegar à escola. Mas não é a distância a que fica a escola que as tornou famosas na Internet.

É o caminho, que inclui escarpas de 800 metros de altura e 17 escadas improvisadas presas às rochas, que têm de descer e subir de mochila à costa. Os miúdos, com idades entre os 6 e os 15 anos, são acompanhados por dois adultos e fazem o percurso duas vezes por dia.



As imagens foram captadas pelo fotógrafo chinês Chen Jie, que foi premiado este ano pela World Press Photo pelas fotos das explosões que ocorreram em Tiajin em 2015 e mataram mais de uma centena de pessoas.

Não há dúvida que fiquei chocado com a cena que vi



O líder da aldeia, Api Jiti, de 72 anos, justificou o perigo vivido pelas crianças com a ausência de espaço no topo da montanha para construir uma escola, segundo o The Guardian



Pelo menos oito habitantes da aldeia caíram e morreram a fazer o percurso. Alguns pais preferiram que as crianças vivam na escola, para evitar o caminho diário, mas só vêem os filhos duas vezes por mês…



As imagens tornaram-se virais na China e as autoridades oficiais do sudoeste da China anunciaram que vão ajudar a comunidade.


Este é o vídeo desta caminhada..

Fonte: The Guardian

Também vais curtir...

Deixa o teu comentário, não precisa de registo