11 Automóveis portugueses

11 automóveis portugueses. Conheces todas as marcas?

No decorrer do Século XX, 14 foi o número de marcas de automóveis, fundadas em Portugal. A maior parte delas é totalmente desconhecida da maioria dos portugueses, já nenhuma opera actualmente, muito por culpa da falta de apoio do governo, e já pouco resta para recordar. Ficam aqui algumas das marcas e modelos de automóveis portugueses mais emblemáticos.

ALBA

alba

O ALBA foi integralmente construído na metalúrgica Alba em Albergaria-a-Velha entre 1952 e 1954 por António Augusto Martins Pereira. Estima-se que foram construídas apenas três unidades do carro com estilo italiano, sendo que a unidade original (a da fotografia) encontra-se em exposição no Museu do Caramulo. O ALBA integrava um motor (também ele construído pela metalúrgica) de 4 cilindros com 1500cc de capacidade e 90cv de potência, caixa de 4 velocidades e atingia os 200km/h de velocidade máxima.

DM

dm

Construído por Dionísio Mateus na Auto Federal Lda no início da década de 50, o DM era animado por um motor de 1100cc com 4 cilindros que o fazia produzir 65cv. Era leve (500kg) e conseguia atingir os 170km/h.

Edfor

edfor

Fabricado em 1937 por Eduardo Ferreirinha, o Edfor usava um motor V8 produzido pela Ford com 3620cc, velocidade máxima de 160km/h e 970kg de peso total. Antes de ser cineasta, e muito antes de se ter tornado no mais famoso realizador de cinema português de todos os tempos, Manoel de Oliveira já era famoso por ser piloto de automóveis e chegou até a conduzir o Edfor nas competições em que participava.

Felcom

felcom

A junção entre um Ford A, um Turcat-Méry e um Miller deram origem ao Felcom, construído em entre 1933 e 1935.

AGB IPA

agb ipa

Quando apresentado na Feira das Indústrias, em 1958, foi considerado uma revolução na indústria metalo-mecânica portuguesa por por se apresentar com linhas arredondadas e estar disponível tanto na versão coupé de dois lugares ou familiar de quatro lugar. O AGB IPA, limitado a apenas cinco exemplares, estava equipado com um motor British Anzani de dois cilindros com 300cc a dois tempos com, aproximadamente, 15cv.

Marlei

marlei

O Marlei, construído pelo mecânico Mário Moreira Leite, usava a base do Opel Olympia Caravan e contava com 48cv provenientes de um motor de 1588cc, caixa manual de quatro velocidades e atingia os 160km/h de velocidade máxima.

MG Canelas

MG Canelas

Este modelo recorria a um chassis tubular construído em aço (em vez de alumínio), diferenciando-se dos dos carros de corrida dos anos 50. Debitava 95cv através do motor de 1500 cc com quatro velocidades, atingindo a velocidade máxima de 195 km/h.

Olda

olda

A marca Olda surgiu em 1954 e conquistou as pistas não só devido à qualidade do projeto – que utilizava a base mecânica do Fiat 1100, como o chassis e o motor -, como também há excelente prestação do piloto e técnico do veículo Joaquim Correia de Oliveira. O motor italiano de quatro cilindros tinha 80cv, 1493cc e caixa de quatro velocidades. Pesava 500kg e atingia 165km/h de velocidade máxima.

Portaro

portaro

O Portaro (contração de Portugal e ARO), era um todo o terreno fabricado no nosso país, usando como base original o jipe 240 4×4 da marca romena ARO. Após a parceria, o jipe entrou nas linhas de montagem da Fábrica de Máquinas Agrícolas do Tramagal, em Abrantes em 1975. Em 1990, após ter vendido quase 7000 veículos em Portugal, e ter exportado alguns milhares de jipes, a Portaro entrou um falência e fechou as portas. O principal motivo da falência é apontado como a falta de apoio por parte do Estado à indústria automóvel nacional.

Sado

sado

O Sado 550 era o verdadeiro “Smart ForTwo dos anos 80”. Após ter sido colocado à venda, em 1982, a procura era tão grande que chegaram a ter lista de espera. O pequeno Sado recorria a um motor de 2 cilindros com 547cc, produzindo apenas 28cv. Pesava 480kg, tinha uma caixa de 4 transmissões e a velocidade de ponta ficava nos 110km/h (os primeiros protótipos chegavam aos 130km/h. Imaginem…).

UMM

umm

A UMM (União Metalo-Mecânica) foi uma empresa portuguesa fundada em 1977 com o objetivo de fabricar veículos todo o terreno para a indústria e agricultura. O sucesso da marca foi garantido, chegando a ter várias variantes do modelo (cabrio, com tejadilho, versão de cinco portas, …). Em 2006, devido à falta de encomendas de jipes, a empresa retira-se do mercado, deixando um marco na história do setor em Portugal.

Imagens: Museu do Caramulo
Fonte: MotorBits

Também vais curtir...

1 Resultado

  1. Pedro diz:

    Muito interessante!
    Sado e UMM são as únicas q conheço..

Deixa o teu comentário, não precisa de registo